Morre Marcela! mulher agredida pelo marido fisiculturista

A Polícia Civil confirmou, no final da manhã desta terça-feira (21), a morte de uma mulher de 31 anos, que foi agredida pelo marido fisiculturista, em Aparecida de Goiânia, no início deste mês de maio. O suspeito pelo crime foi preso na semana passada.

Marcela Luise Souza Ferreira, que estava internada desde o último dia 10 de maio em um hospital particular de Aparecida de Goiânia, para onde foi levada pelo próprio companheiro, faleceu no final da noite de segunda-feira (20), em decorrência de várias agressões .

Quando chegou à unidade, Igor Porto Galvão, de 31 anos, afirmou que a esposa tinha se machucado após cair com a cabeça no chão, enquanto limpava a casa. Os médicos que a atenderam, porém, decidiram acionar a polícia após constatarem que a mulher apresentava vários hematomas não condizentes com uma queda, como traumatismo craniano dos lados da cabeça e na base do cérebro, além de fraturas na clavícula e em oito costelas.

Com as provas em mãos, a Polícia Civil solícita e a justiça decretou a prisão temporária do fisiculturista, que foi presa no final da semana passada. Durante audiência de custódia, Igor Porto Galvão teve sua prisão transformada em preventiva. A previsão da delegada Bruna Coelho, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Aparecida de Goiânia, é de ouvir o fisiculturista novamente na tarde de hoje.

Com a morte de Marcela, o marido dela passou a responder por feminicídio. A mulher deixa uma filha de 5 anos, proveniente do relacionamento com o fisiculturista. Igor Porto, segundo delegado, já respondeu anteriormente por violência doméstica, quando vivia com outra mulher, em Brasília.

Fonte : Mais Goiás

Compartilhe:

Deixe um comentário