Rio Grande do Sul: Águas começam a baixar

Desde o dia 27 de Abril deste ano, as chuvas atingiram as cidades do rio Grande do Sul, causando enchentes nas grandes cidades.
O Instituto Nacional de Meteorologia – Inmet, fez no dia 29 do mesmo mês, o primeiro alerta sobre o aumento no volume hídrico do Rio Pardo e Região central do Estado do Rio Grande do Sul.

Com grande elevação das águas dos rios, que por motivo de drenagem, não deram conta do escoamento das aguas, a cidade mais atingida pela cheia foi Rio do Sul. As águas do rio Itajaí-Açu chegaram ao nível de 9,06 metros, decretado assim pela prefeitura, estado de emergência. Essa publicação foi expedida neste domingo(19) às 17h59.

Cidades ainda temem pelas chuvas, pois o transtorno causado pelas águas tem afetado 461 municípios do estado do RS. porém, a Defesa civil de alguns municípios já dão conta de que o volume das águas já começaram a baixar, sendo alivio para moradores que perderam todos os bens materiais que possuíam.

Alguns rios começam a recuar, revelando o cenario de destruição causado pelas enchentes. na cidade de Venâncio Aires, o rio Taquari que passa pelo distrito de Marianete teve toda estrutura e cerca de 618 casas arrasadas pelo volume das águas que chegaram ao distrito. Com tudo isso, a cidade de Venâncio teve aproximadamente 23 mil moradores que tiveram suas casas destruídas ou que não estão em condições de moradia.

No último domingo, o rio Guaíba teve uma redução em seu volume de aproximadamente 4,31 metros, sendo um grande alivio em cidades como Porto Alegre, que foi uma das cidades mais atingidas pelas enchentes do rio.

Em outras cidade como Caxias do Sul, São Lourenço do Sul e Pelotas, já conseguem aos  poucos irem retirando todo entulho que ficou acumulados em suas ruas. A preocupação que fica  agora, seria com  a proliferação de doenças após a baixa das aguas.
A prefeitura de Travesseiros teve seu primeiro registro de morte por Leptospirose, doença causada pela urina de ratos. Morte que não foi somadas ao numero de 157 mortes causadas pelas cheias e temporais.

A Defesa Civil de cidades como Porto Alegre atenta para questões meteorológicas que podem afetar novamente a região nos próximos dias. Levando uma massa de ar frio que poderá novamente provocar enchentes e alagamentos em cidades como Bagé, Uruguaiana e Pelotas, nesta Quarta-Feira.

Essa massa de ar frio e chuvas tem previsão de diminuição a partir do próximo Sábado (25). Tendo como região mais atingida pela massa de ar frio e pancadas de chuvas a região litorânea, as demais regiões terão longos períodos de sol.

A Defesa Civil mantém todo alerta de prevenções a todas as regiões do estado do Rio Grande do Sul.

Compartilhe:

Deixe um comentário