Estado atinge mais de 13 mil casos de violência doméstica contra a mulher em três meses

Pernambuco registrou uma média diária de 150 casos de violência doméstica contra mulheres no primeiro trimestre de 2024.

Ao todo, foram notificadas pelo Governo do Estado mais de 13 mil ocorrências entre janeiro e março.
É o que apontam as estatísticas divulgadas pela Secretaria de Defesa Social (SDS), em seu site oficial na internet.
O Governo do Estado contabiliza como violência doméstica e familiar  contra as mulheres casos de morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico, além de danos moral e patrimonial.
Segundo a SDS, em março de 2024, o Estado contabilizou 4.869 ocorrências de violência doméstica e familiar contra mulheres.
Isso equivale a uma média diária de 157 casos, notificados nos 31 dias do mês.
Ao todo, foram notificadas pelo Governo do Estado mais de 13 mil ocorrências entre janeiro e março.
É o que apontam as estatísticas divulgadas pela Secretaria de Defesa Social (SDS), em seu site oficial na internet.
O Governo do Estado contabiliza como violência doméstica e familiar  contra as mulheres casos de morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico, além de danos moral e patrimonial.
Segundo a SDS, em março de 2024, o Estado contabilizou 4.869 ocorrências de violência doméstica e familiar contra mulheres.
Isso equivale a uma média diária de 157 casos, notificados nos 31 dias do mês.
Ao todo, nos três primeiros meses de 2024, o Estado contabilizou 13.717 ocorrências de violência contra as mulheres.
Além disso, março registrou 626 casos a mais do que o mês anterior.
Em fevereiro, foram registrados 4.869 casos. Em janeiro, foram 4.243 ocorrências.
Por regiões
Segundo os dados da SDS, o interior do Estado foi o líder no ranking de regiões com mais casos de violência contra a mulher no Estado, em março.
A SDS contabilizou 2.424 casos  fora da região Metropolitana do Recife,  nos 31 dias do mês passado.
Se comparado com o mês anterior, o aumento foi de 11,7% de casos, já que em fevereiro foram registradas 2.170 ocorrências.
A Região Metropolitana vem na segunda posição com um total de 1.559 casos em março.
Se for comparado com o mesmo período do mês passado, o aumento foi de 23%, já que em fevereiro foram contabilizados 1.267 casos.
A capital pernambucana ficou na última posição do ranking, com o registrou total de 886 casos em março. Se comparado com o mesmo período do mês anterior, o aumento foi de 9,9% já que foram contabilizados 806 casos.
Em 2023, Pernambuco fechou o ano com o registro total de 52.090 casos.
Isso equivale a uma média diária de 142 ocorrências.
Na comparação entre 2023 e 2022, houve aumento de 17,4%.
Há dois anos,  o Estado contabilizou 44.341 crimes.
No primeiro trimestre deste ano, 17 casos de feminicídio foram registrados. Isso equivale a uma redução de 15% de casos, já que no mesmo período de 2023, foram registradas 20 ocorrências.
Do Diário de Pernambuco
Compartilhe:

Deixe um comentário